-47%
Raca e Degeneracao

Raca e Degeneracao

Autor: Jurandir Antonio Sá Barreto Júnior

ISBN 9788578935757

Páginas 242

Edição: 2010

Formato: 14 X 21 X 1,13

Coloração: Preto/branco

Peso: 0,30/kg

Tipo de Papel: 75 Gramas offset

Editora: Biblioteca24horas

Preço: R$ 59,62 R$ 31,54
Qtd:
Este belo livro de Jurandir Sá Barreto Jr. enfoca as concepções sobre as raças humanas no Brasil do final do século XIX e início do XX, especialmente entre os médicos da Bahia. Além de dar exemplos do preconceito racial presente no texto médico, o autor mostra como tais concepções estavam, em parte, apoiadas em teorias que na época eram consideradas científicas por uma parte da intelligentsia européia. Em especial, a craniologia fora importada pela medicina legal nacional para o auxílio na identificação do delinqüente, mesmo pelo grande Nina Rodrigues. Já as posturas teóricas mais gerais a respeito da “degeneração” eram fundamentadas nas teses do darwinismo social, desembocando na eugenia. Jurandir consulta diversas fontes para construir um panorama geral da ideologia do racismo no Brasil, identificando três outras fases que se sucederam a este momento de importação de teorias racistas. Após a Primeira Guerra Mundial, há um esforço de muitos pensadores em demonstrar o branqueamento da população brasileira. E depois, com o culturalismo dos anos 30, passou-se a valorizar a mestiçagem como um fenômeno positivo. Finalmente, na década de 50, passou-se a questionar o mito de nossa democracia racial.

Fazer um comentário

Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.
Ruim           Bom